Categoria | COMUNA, GERAL

Saudades do meu amigo Fábio

Postado em 10 abril 2017 por Cavernadeadulao

Nem parece que se passaram 10 anos. Me lembro como se fosse ontem de estar trabalhando no hospital e receber um telefonema da Norinha, simplesmente dizendo: “O Fábio morreu!” Nem podia acreditar. Fábio tinha ido numa viagem missionária de curto prazo a Cuba, onde ia ensinar líderes emergentes cubanos. A notícia que havia chegado é que ele tinha tido uma morte súbita, de repente.

A gente sabia do problema de coração do Fábio, que tinha inclusive uma indicação de cirurgia, mas como ele não tinha muitos sintomas, preferia ir levando, temendo ficar limitado, preso a um leito, caso a cirurgia não fosse bem sucedida. E assim ele ia levando, mas a gente não esperava que algo fosse acontecer assim tão rápido.

Comecei a chorar como criança, e tive de cancelar todas as consultas daquela tarde, e seguir, meio atordoado, para o apartamento onde Tânia estava, também atordoada, junto com vários irmãos da comunidade que haviam ido ali para chorarmos juntos e nos consolarmos mutuamente, tentando ouvir a voz do Senhor nisso tudo.

Dez anos se passaram desde esse dia, mas ainda guardo com muito carinho tantas lembranças de momentos que passei com o Fábio e sua querida família. Como nos divertimos juntos, sonhamos os sonhos do Senhor juntos, oramos juntos, ralamos juntos.

Algumas coisas ficaram marcadas: a sinceridade do Fábio por exemplo. Ele não sabia fingir, representar. Não preocupava muito com o que o que os outros iriam pensar. Sua alegria também era muito marcante. Ninguém que conheceu o Fábio jamais vai esquecer da sua gargalhada, gostosa, arregalada, estridente. E como era irreverente, criativo, inquietamente querendo fazer as coisas sempre de um jeito diferente.

Mas a lembrança mais querida pra mim são os momentos em que oramos juntos. Fábio não era alguém que expressava bem os seus sentimentos, mas quando ele orava ele escancarava sua alma com Aquele que era seu melhor amigo. Não eram palavras bonitas, mas a oração intensa de alguém que amava o Senhor de todo coração. Vou levar as lembranças de como o Fábio orava por toda minha vida.

Sentimos sua falta, amigo. Vai ser bom rir com você de novo naquele dia, quando o anseio das nossas orações darão lugar à plenitude da alegria que você já tocava aqui.

Eduardo Lucas, pastor da Caverna de Adulão.

Deixe seu recado!

Fique por dentro
Instagram

OFERTAS

Comunidade Cristã Caverna de Adulão
Caixa Econômica Federal
Agencia: 0085
Op: 03
Conta corrente: 193-5

CNPJ: 05.401.683/0001-02

AGENDA

BAZAR DO RECONSTRUIR
07 de julho - 9h
Traga a sua doação para a Caverna
Infos: Saimon 99494-5092

  • CATEGORIAS

  • ARQUIVO

Nossos links